3.4.06

Brasileiros concentrados

Por Thiago Romero
Agência FAPESP - Qual é o tamanho da urbanização no Brasil? Responder a essa pergunta ficou mais fácil graças à Embrapa Monitoramento por Satélite, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária em Campinas (SP), que acaba de concluir um levantamento das áreas efetivamente urbanizadas de todos os 5.507 municípios do país.
O trabalho, que teve como base imagens feitas pelo satélite Landsat e dados do censo de 2000 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi realizado por meio de métodos de tratamento de imagens, dados geocodificados e procedimentos estatísticos. Os resultados, discriminados por região e tamanho da população, estão disponíveis na internet.
A área efetivamente urbanizada do Brasil foi calculada em 21.285 km2. “Esse é um dado inédito no país. É importante ressaltar que consideramos apenas as áreas densamente ocupadas pela população. Os parques e as áreas verdes das grandes cidades, por exemplo, não entraram”, disse Evaristo de Miranda, chefe-geral da Embrapa Monitoramento por Satélite e responsável pelo projeto, à Agência FAPESP.
“É preciso diferenciar as áreas urbanas das áreas urbanizadas”, explica. Considerando que o Brasil tem uma área de 8.514.215 km2, segundo o IBGE, ou de 8.531.245 km2, de acordo com a Embrapa, a área urbanizada no país representa apenas 0,25% do total.
“E o curioso é que a grande maioria das cidades não está crescendo linearmente. A população brasileira aumenta, mas muitas cidades se expandem de forma vertical. Isso significa que o crescimento do número de habitantes de um município pode não ter relação direta com a expansão da área urbana”, diz Miranda.
O responsável pelo projeto explica que a definição de área urbana é feita pelos gestores municipais e que os critérios adotados raramente consideram como área urbana aquela efetivamente urbanizada do ponto de vista populacional, o que acaba excedendo os valores em termos de superfície. “Os dados que tínhamos até então de áreas urbanas estavam equivocados. Muitas prefeituras ampliam no papel as áreas para a população pagar mais impostos ou beneficiar a especulação imobiliária”, afirma.
O levantamento constatou ainda que a densidade média de população por km2 urbanizado é de 6.481 habitantes. As maiores densidades populacionais estão nas cidades do Nordeste, enquanto as menores ficam na região Centro-Oeste.
Mais informações: www.urbanizacao.cnpm.embrapa.br.

Nenhum comentário: