14.4.07

Fundação Florestal inicia o reconhecimento das RPPNs paulistas

Fundação Florestal - A Fundação para a Conservação e Produção Florestal do Estado de São Paulo – FUNDAÇÃO FLORESTAL, responsável pela coordenação do Programa Estadual de Apoio às Reservas Particulares do Patrimônio Natural – RPPNs, estabeleceu as normas para o reconhecimento dessa categoria de Unidade de Conservação – UC.

Categoria prevista pela Lei Federal nº 9.985/2000, que criou o Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC, a RPPN é uma unidade de conservação particular na qual podem ser desenvolvidas atividades de ecoturismo, educação ambiental e pesquisa científica, regulamentada no âmbito estadual pelo
Decreto nº 51.150/2006.

As normas expressas na Portaria Normativa nº 37/2007 de 22 de fevereiro de 2007, definem a documentação e os procedimentos para o processo de reconhecimento, e a Fundação Florestal terá um prazo máximo de 120 dias para a análise dos pedidos.

As áreas serão reconhecidas por ato do Secretário Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Após a publicação do ato, o proprietário terá 60 dias para apresentar a matrícula da propriedade com o registro da RPPN, para que a Fundação Florestal emita o Título de Reconhecimento.

A Fundação Florestal conta com a parceria da FREPESP – Federação das Reservas Particulares do Estado de São Paulo e está em articulação com o IBAMA.
Maiores informações: rppn@fflorestal.sp.gov.br

Saiba mais sobre RPPNs
www.ambiente.sp.gov.br/destaque/2006/10/11_decreto.htm

Um comentário:

João Carlos disse...

Excelente notícia! Pena que o Estado do Rio de Janeiro não tenha aderido, ainda, às RPPN. E pensar que o atual Parque Nacional da Floresta da Tijuca foi um "modelo" de RPPN, ainda no tempo do Império...