31.7.09

Publicações apoiadas pelo PROBIO





Recentemente visitei a página eletrônica do Ministério do Meio Ambiente e encontrei uma lista de publicações resultantes de trabalhos apoiados pelo PROBIO/MMA. Quem se interessar clique aqui.

30.7.09

Guia Sonoro dos Anuros da Mata Atlântica


Tenho recebido muitos e-mails de pessoas dizendo não encontrar o Guia Sonoro dos Anfíbios Anuros da Mata Atlântica em livrarias e nas lojas especializadas. Por isso, quem se interessar pelo produto ou tiver dúvidas onde adquirir clique aqui e fale comigo.

26.7.09

O que os deputados andam fazendo pelo meio ambiente...?

Semanalmente irei postar ações realizadas pela Comissão De Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Da Câmara Dos Deputados. É muito importante divulgar o trabalho do legislativo, já que muitas decisões tomadas pelos deputados podem interferem diretamente em nosso cotidiano. Por isso, fique de olho. E se quiser discutir, elogiar ou mostrar alguma indignação mande um e-mail para eles. É fácil: dep.(nomecompleto)@camara.gov.br

Veja os destaques desta semana:

Comissão de Ciência assegurou verba para pesquisa no 1º semestre

Meio Ambiente rejeita horário integral para parques nacionais

Meio Ambiente aprova isenção de ITR para produção sustentável

Comissão aprova nova regra para entorno de unidade de conservação

Comissão aprova novas prioridades para fundo de meio ambiente

Fonte:
Agência Câmara

23.7.09

Manejo da Lavoura Cafeeira na rede

O Peabirus é uma plataforma de Mídia Social que conecta profissionais, instituições e empresas, que se relacionam procurando compartilhar informações, construir conhecimento e desenvolver oportunidades e negócios. Neste ambiente é possível encontrar uma das comunidades virtuais mais visitadas do Brasil. Criada pelo Engenheiro Agrônomo Sergio Parreiras Pereira, a comunidade Manejo da Lavoura Cafeeira tem atualmente 1014 membros e meio milhão de visitas. Muito temas interessantes e atuais são tratados lá, um dos últimos foi a problemática dos lotes de café contaminados por agrotóxicos barrados pelo governo japonês.

E o que isso tem a haver com o tema BIODIVERSIDADE?

Muita coisa....

O cultivo do café no século passado ocasionou profundas alterações na vegetação original e conseqüentemente na fauna associada. No entanto, se no passado os cafezais foram os “grandes culpados” pela fragmentação da Mata Atlântica e do Cerrado, atualmente, o cultivo do café sustentável pode mudar o curso da história e se transformar em uma nova maneira de interagir produção agrícola e conservação da biodiversidade.

Por isso, atualmente várias propriedades rurais, passaram a buscar a certificação ambiental da produção, o que gerou um modelo de gestão eficaz e sustentável da produção de café, que trouxe vários benefícios sociais, ecológicos e econômicos. Um dos requisitos da certificação é a proteção da biodiversidade. Assim, a propriedade deve elaborar um plano de conservação eficaz com objetivos e monitoramento em longo prazo.


Quer saber mais? Então visite a comunidade e aprenda mais sobre a incrivel complexidade da cadeia produtiva do café no Brasil. E perceba que temas de ecologia, economia e politica podem caminhar juntos.

Leia mais também sobre cafés sustentáveis...

22.7.09

Copépode é um organismo essencial no mar de Bering


Alguém ai conhece um copépode?

Neste mês de julho a Scientific American Brasil mostra a importância ecológica destes organismos no mar de Bering, destacando seu papel na cadeia alimentar local.

Veja a reportagem completa aqui...

21.7.09

Integrando a conservação da biodiversidade no sistema produtivo


Desenvolvida por diversas instituições socioambientais do país e com o apoio da ONU e do governo brasileiro, a Certificação LIFE – lançada no dia 17/09 – reconhecerá as empresas que realizam ações para conservar a biodiversidade e pretende servir de referência mundial na construção de um novo padrão de gestão empresarial. Saiba mais...


18.7.09

Manifesto Lixo Eletrônico: ASSINE!

Tramita em Brasilia, na Câmara dos Deputados, o projeto de lei (PL 203/91) que irá definir a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Sem qualquer consulta ou justificativa plausível, um "grupo de trabalho" alterou a redação do artigo 33, que regulamenta a logística reversa e a reciclagem, e retirou a menção aos produtos eletro-eletrônicos. Com essa alteração, o projeto de lei que deveria criar a Política Nacional de Resíduos Sólidos passa a ignorar a existência do lixo eletrônico, problema crescente e de alto custo sócio-ambiental. Saiba mais...