19.12.07

Vamos errar outra vez...

Transamazônica ontem:



Planejada para integrar melhor o Norte brasileiro com o resto do país, foi inaugurada em 30 de agosto de 1972. Inicialmente projetada para ser uma rodovia pavimentada com 8 mil quilometros de comprimento, conectando as regiões Norte e Região Nordeste do Brasil com o Peru e o Equador, não sofreu maiores modificações desde sua inauguração.


Transamazônica hoje:


Alegria dos jipeiros



Usina Hidrelétrica de Balbina ontem:


Manaus era abastecido de energia termoelétricas que queimavam petróleo. O aumento dos preços do petróleo, a partir de 1973, levou o governo a optar pela construção de uma usina hidrelétrica capaz de suprir Manaus e substituir as termoelétricas.


Usina Hidrelétrica de Balbina hoje:


Balbina é uma tragédia ecológica, pois destruiu uma área enorme de floresta, destruindo milhões de árvores. Acontece que o rio Uatumã está localizado em região de relevo quase plano, e, por isso, a represa criada pela barragem inundou um espaço exagerado. Não foi só a floresta que se perdeu, mas também muitas espécies animais que habitavam aquele meio ecológico.


Rio Madeira e São Francisco hoje:






Rio Madeira e São Francisco amanhã:

O presente será promissor: investimentos e votos. O futuro a história já ensinou mas ninguém aprendeu

4 comentários:

João Carlos disse...

Quem foi mesmo que disse: "se há alguma coisa que se aprende, estudando história, é que ninguém jamais aprende nada com a história"?...

Você esqueceu uma das obras faraônicas que não prestou: Brasília...

Isis disse...

Mas aqui é assim mesmo...

Angelica Mandra disse...

Prezado João Giovanelli
o Laboratório de Divulgação Científica gostaria de contactá-lo, para fazê-lo, deixo-vos o contacto: angelicamandra@gmail.com.
Cordialmente
Angélica Mandrá

Tophe disse...

Bom, gostaria de obter explicações sobre algumas atitudes tomadas pelos políticos com tantas maneiras de se provar impactos. Senão vejamos:será como foi o ESTUDO DE IMPACTO AMBIENTAL (EIA) para se construir Balbina? As termoelétricas não descarregam grandes quantidades de gases de efeito estufa e usam energia não-renovável? Será que o fitoplacton do reservatório não ameniza as árvores destruídas? Bom, só estou querendo respostas.
http://www.blogdotophe.blogspot.com