11.2.07

O aquecimento global derreteu a mídia

Demorou um pouco, mas talvez tenha chegado a hora. A grande mídia (jornais, revistas e telejornais) vão ter que se adequar para poder comentar o mais novo e famoso problema ambiental: o aquecimento global. Quando acabar o fôlego das notícias sensacionalistas sobre o novo relatório do IPCC, o que a mídia vai mostrar. O que mostrou sempre? Relatos superficiais, programas ecobobos fora de contextos, reportagens exóticas sobre lugares ecologicamente bonitos. Ou vai começar a repensar em um jornalismo mais consciente e inteligente mostrando que a questão ambiental é complexa e merece um destaque maior. Chega de suplementos avulsos, uma vez por semana, de ciência e meio ambiente. A questão ambiental tem que estar nos centros das discussões, ser crítica e realista.

O aquecimento global esta cozinhando a mídia, ela vai ter que mudar, as previsões das catástrofes podem demorar até 50 anos e até lá o que a mídia vai mostrar? Contagem regressiva da desgraça? Soluções tecnocráticas para mascarar o problema? Ou irá se atualizar para mostar de forma mais crítica, real e holística as problemáticas ambientais. Como será a relação da grande-mídia com os patrocinadores? Poderá a mídia discutir a problemática ambiental do Biodiesel e ao mesmo tempo ser pró-governo? Terá a mídia especialistas capazes de traduzir os artigos cientícos da maneira correta ou ainda ficarão no telefone-sem-fio da falida divulgação científica estabelecida atualmente?

Consiguirá o aquecimento forçar uma mudança brusca e para melhor na grande-mídia? Não sei. Mas que grande mudanças virão, isto sim vai acontecer. Por isso o importante agora é notar em que lado a mídia ficará, porque ter pontos de vistas fora de contextos e em cima do muro é só o que ela tem feito nestes últimos anos.



Para ler mais sobre o assunto:

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=419IMQ001

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=419IMQ002

Um comentário:

João Carlos disse...

Salve, João!

Eu vejo um problema mais imediato e que seria cômico, se não fosse sério: por enquanto, a resposta da grande mídia está sendo imprimir mais jornais e revistas, para falar no assunto...