25.7.06

Amargo Regresso

Por Agência FAPESP - A arqueóloga Niéde Guidon está irredutível. Sem os R$ 400 mil mensais para a manutenção do Parque Nacional da Serra da Capivara ela larga tudo e, no fim do ano, vai embora para a França. A pesquisadora dedica-se à região há mais de 30 anos.

2 comentários:

Felipe Andueza disse...

nossa estrutura política me faz rir de nervoso... êta paisinho complicado para valorizar a riqueza que tem...

isabelag;p disse...

realmente,o país deve deixar de gastar tanto com obras que não saem do papel,e com os proprios políticos,e começar a dar mais valor a nossa história!